segunda-feira, 8 de março de 2021

Entrevista com Mara Nobre - Autora de: SOB A TENDA DO SER

Escritora, poetisa, Compositora na empresa Nômade de alma e coração.
Autora de Rabiscos de minh'alma / Feitiço no olhar e 2 antologias.
Estudou na instituição de ensino UNIFAI - Centro Universitário Assunção.
Estudou na instituição de ensino Pós-Graduação FMU.
Estudou na instituição de ensino CESEP - Centro Superior de Ensino e Pesquisa de Machado.
Mora em São Paulo.

Sou poeta, compositora, escritora...
Traduzo com a alma os poemas que nascem das minhas emoções e vivencias.
Sou muito mais que Mara, sou Nobre na vida e na essência. 

A obra Sob a tenda do ser é instigante, divagante, embriagante e, ao mesmo tempo, encorajadora, um incentivo à reflexão, contendo ainda pitadas de loucura. De forma introspectiva, começa com um “Desabafo”, no qual a autora, a extraordinária poeta, compositora e escritora Mara Nobre, lembra a temática erótica em sua obra anterior, Feitiço no olhar (2016), por mim prefaciada, e faz uma reflexão sobre o sofrimento. Fortes emoções são vividas em cada uma das partes do livro de Mara Nobre. Ao entrar nesta “tenda”, não fique surpreso se chorar ou familiarizar-se com situações desencadeadas pela autora, pois faz parte do amor e do apaixonar-se, das desilusões e da transformação. Com o desenrolar dos poemas, após tanta desilusão, percebe-se que a autora parece passar por certa transformação interior. Em versos profundos e de extrema sensibilidade e emoção, Mara Nobre transporta o leitor aos olhares, aos perfumes, às surpresas da noite, ao perdão e à aceitação. Sob a tenda do ser é uma ótima leitura para esses tempos difíceis que a humanidade atravessa, na busca do Entendimento da Vida, da Calmaria e do Contato com Deus.

Olá Mara. É um prazer contar com a sua participação no Blog Divulgando Livros e Autores da Scortecci do Portal do Escritor.

Do que trata o seu Livro?
Em março de 2020, no início da pandemia do Covid-19, eu aproveitei o isolamento social, projetei-me de São Paulo para o campo através de uma fotografia minha, a qual é a capa do livro.

Como surgiu a ideia de escrevê-lo e qual o público que se destina sua obra?
Senti-me protegida pelas forças da natureza, minha alma nômade, alma de Esmeralda, mulher de ventos, trovões, raios e brisas serenas...escrevi Sob a Tenda do Ser, um livro de poesias que se destina a qualquer público.

Fale de você e de seus projetos no mundo das letras. É o primeiro livro de muitos ou apenas o sonho realizado de plantar uma árvore, ter um filho e escrever um Livro?
Meu nome é Mara Nobre, sou Funcionária Pública Estadual (Escrevente Técnico Judiciário). Licenciada em Letras, pós-graduação em Jornalismo Cultural pela FMU (Faculdades Metropolitanas Unidas). Professora de Português & Cultura brasileira para estrangeiros, compositora, escritora e poetisa. Tenho muitos de meus poemas publicados pelo Jornal Folha Machadense- MG.
SOB A TENDA DO SER é meu terceiro livro. Em 2012 publiquei meu primeiro livro de poesias, Rabiscos de minh’alma, em 2016 o segundo livro, Feitiço no olhar.

O que você acha da vida de escritor em um Brasil com poucos leitores e onde a leitura é pouco valorizada?
Vejo até como “normal” geralmente não se dá valor ao que se tem em “casa”, isto envolve muitos temas da sociedade brasileira...Se eu fosse pensar que o Brasil tem poucos leitores, que a leitura não é valorizada...Eu jamais teria publicado um livro se quer, teria apenas rascunhos em baú.

Como você ficou sabendo e chegou até a Scortecci Editora?
Soube da Editora Scortecci através da internet pesquisando e fiz o contato por E-mail.

O seu livro merece ser lido? Por quê? Alguma mensagem especial para seus leitores?
Sim, merece ser lido, não tem contra- indicação, nem efeitos colaterais. O livro contém duas crônicas: Desabafo e Artimanha e temas sobre: a paixão, o amor, a dor, a poesia, a cigana, e a alma. Que nasceram do desejo de amenizar as mudanças...A mensagem que deixo é que, a obra nos leva a refletir, a poesia é usada como bálsamo que transmite paz e harmonia neste momento tão difícil que vivenciamos.

Obrigado pela sua participação.

5 comentários:

  1. Mara é ótima poetisa, não tem como ser indiferente à sua escrita apaixonada e apaixonante. Parabéns.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada amigo poeta, Miguel Montenegro pelas suas palavras. Gosto de seus poemas.

      Excluir
  2. É muito importante quando uma pessoa acredita nela mesma. Isso faz com que ela possa: criar, modificar, transformar. Parabéns Mara por falar através da escrita e da alma. Cosme Santos, SBC

    ResponderExcluir