02 junho, 2024

Fabiano Campachi - Autor de: QUEM TEM MEDO DE PASSARINHO?

Nasceu em 01 de agosto de 1983, em Penápolis, interior de São Paulo. É formado em Letras pela Fundação Educacional de Penápolis, desde 2004, e pós-graduado em Literatura Brasileira. Autor de Autorretrato e outros "eus" (2014) e O quintal da casa 8 (2022), ambos pela Scortecci Editora. Participou, em 2022, da coletânea poética Frações de versos, da Scortecci Editora.





Ilustrações: José Marco de Almeida Leite
Menino, pipa, pipoca / Pião, bola, paçoca,
Lua e nuvem de algodão / Por que o céu é azul?
O solo é o chão? / Quem inventou o sol?
Por que o trem cheira a carvão?
Quem tem medo de passarinho é um recorte quase autobiográfico, que conta um pouco da história de todos nós. Do lirismo da primeira infância aos questionamentos mais improváveis, tudo vira poesia. Porque, afinal, há infância sem poesia?


Entrevista
 
Olá Fabiano. É um prazer contar com a sua participação na Revista do Livro da Scortecci
 
Do que trata o seu Livro?
Poesia.
 
Como surgiu a ideia de escrevê-lo e qual o público que se destina sua obra?
O livro é inspirado na minha infância e na de todos os meninos que cresceram comigo Birigui.
Destina- se o público infanto juvenil.

 
Fale de você e de seus projetos no mundo das letras. É o primeiro livro de muitos ou apenas o sonho realizado de plantar uma árvore, ter um filho e escrever um Livro?
Esse já o meu terceiro livro, mas é o primeiro destinado à criança.
Sou professor de Língua Portuguesa há 20 anos e o contato com as crianças me inspira muito. Sou poeta desde os 12 anos e respiro poesia o tempo todo.
 
O que você acha da vida de escritor em um Brasil com poucos leitores e onde a leitura é pouco valorizada?
Penso que de fato é difícil ser escritor no Brasil. Infelizmente a leitura é cada vez menos valorizada, principalmente em tempos de Redes Sociais.
 
Como você ficou sabendo e chegou até a Scortecci Editora?
Pela internet, há muitos anos.
 
O seu livro merece ser lido? Por quê? Alguma mensagem especial para seus leitores?
O meu livro encanta pela pureza e pela singela da linguagem.
Ele pode encantar não apenas crianças, como adultos também, pois desperta memórias que no fundo pertencem a todos nós. Certamente merece ser lido.

Obrigado pela sua participação.

Nenhum comentário:

Postar um comentário