segunda-feira, 8 de janeiro de 2018

Entrevista com Claudileide Cazavechia Kremer - Autora de: A HISTÓRIA DA ETNIA DA TRIBO XERENTE NO MUNICÍPIO DE PORTO ALEGRE DO NORTE - MT

Claudileide Cazavechia Kremer
Conhecida Leyde, nasceu em Manoel Ribas – PR, em 12 de fevereiro de 1975. Quando tinha nove meses de idade meus pais se mudaram para Ji-Paraná – RO, cidade em que viveu até os 20 anos. Morou em Rio Branco–(AC), Juina, Vila Rica-(MT). Atualmente esta na Cidade Magnifica que é Confresa-(MT), onde reside desde 2010. 
Estudou em Escolas Municipais e Estadual em Ji-Paraná-RO, onde que concluiu o ensino fundamental e Médio. Em 2005, mudou-se para a Cidade de Vila Rica, nesse mesmo ano casou-se com Vilson Jaco Kremer, fez dois vestibulares (passou em ambos) e iniciou a Graduação em Licenciatura Plena na Educação Infantil pela UNEMAT. No ano seguinte seu segundo Curso de Graduação em Bacharel no Serviço Social (Bacharelado). No período que passou estudando,teve dois lindos filhos Jorge Cazavechia Kremer hoje com 11 anos e Maria Clara Cazavechia Kremer com 8 anos. Em 2010 iniciou pós-graduação em Psicopedagogia Educacional e Gestão Pública no Serviço Social:Em 2015 dedicou-se a todo o vapor o Sonho “Mestrado em Educação e atualmente o curso de Graduação em Psicologia (Bacharelado) no Colégio Universal e Seus Parceiros. Leyde é empresaria e Professora com muito orgulho.

Trata-se de uma pesquisa que realizou-se com base de uma reflexão sobre a história de vida e cultura onde que a crença ensinada são repassadas de pais para filhos. Este Livro fala de História de Vida desta etnia, Crença, Espiritualidade, Cura através das plantas, atendimentos. Neste livro também relata sobre a identidade dos mesmos, cotidiano, âmbito social e escolar.




Olá Claudileide. É um prazer contar com a sua participação no Blog Divulgando Livros e Autores da Scortecci do Portal do Escritor.

Do que trata o seu Livro? Como surgiu a ideia de escrevê-lo e qual o público que se destina sua obra?
Este livro surgiu logo que me matriculei me no Curso de Mestrado em Educação, a ideia veio por ser muito amiga desta etnia, e vontade que o mundo conhecesse a cultura do Cacique e pajé Justino Xerente, como é conhecido em nossa região.
Recomendo para todas as idades e principalmente para as escolas, que precisamos ter mais conhecimentos sobre as culturas indígenas.

Fale de você e de seus projetos no mundo das letras. É o primeiro livro de muitos ou apenas o sonho realizado de plantar uma árvore, ter um filho e escrever um Livro?
Desde de criança sonhei em escrever romance....
E nesse curso de Mestrado veio o sonho de escrever algo que um dia pudesse ser publicado.
Foi aonde que fui visitar o meu amigo e pai do coração o Cacique e Pajé Justino e pedi se me autorizava a escrever sobre a vida do pai dele e sobre a vida dele. e o mesmo me autorizou.

O que você acha da vida de escritor em um Brasil com poucos leitores e onde a leitura é pouco valorizada?
E muito difícil... Mas precisamos ser confiante e perseverante naquilo que acreditamos. e começar a incentivar as leituras nas escolas.
Como você ficou sabendo e chegou até a Scortecci Editora?
Pesquisas na internet.
Uma noite, eu tive um sonho que me mostrava a palavra Editora e aparecia a letra S. Comecei a pesquisar na internet e foi quando apareceu Editora Scortecci... Comecei a ler tudo e encontrei formulário. Preenchi e foi quando obtive todos os contatos.

O seu livro merece ser lido? Por quê? Alguma mensagem especial para seus leitores?
Sim...
Por ser de uma etnia que vive a vida através do seu suor.
Meus amigos leitores vocês vão amar em conhecer a história desta etnia.....

Obrigado pela sua participação.

Nenhum comentário:

Postar um comentário